Como harmonizar cerveja: Um guia fácil para combinar com sua comida favorita

27/03/2019
Imagem retirada de https://www.huffpostbrasil.com/entry/como-harmonizar-cerveja_br_5c9a2b98e4b0f7bfa1b68db1
Imagem retirada de https://www.huffpostbrasil.com/entry/como-harmonizar-cerveja_br_5c9a2b98e4b0f7bfa1b68db1

Quando se trata de cerveja, o brasileiro é um especialista. Mas, será que você sabe harmonizar as cervejas com diferentes pratos?

Se você não está 100% confiante sobre seus conhecimentos, temos um guia fácil que se baseia em apenas três frentes, que podem ser seguidos sem erro.

A beer sommeliere da Cervejaria Ambev, Carolina Loureiro, explica que, como a cerveja é versátil e rica em diversidade de ingredientes, aromas e texturas, a bebida pode ser harmonizados com pratos simples a sofisticados, sejam eles salgados ou doces.

“O ponto chave da harmonização é criar algo que antes não existia ali, mas com a combinação entre alimento e bebida, passa a existir”, explica a sommeliere. “Existem estilos [de cerveja] mais secos, encorpados, claros, escuros, frutados, condimentados, azedos, ácidos, amargos e até salgados”.

 Segundo a especialista, o fundamental é encontrar o equilíbrio entre a cerveja e o prato, sem deixar que um se sobreponha ao outro ― e que alguns sabores sejam realçados.

“A harmonização se dá por três frentes: similaridade, corte e complementação”, resume. “Porém, para chegar a essa definição, é preciso compreender as características da cerveja”, explica Carolina.

Similaridade
Nesse tipo de harmonização é preciso encontrar uma semelhança entre a cerveja e a comida. Segundo Carolina, isso deve ocorrer por algo que tenha conexão entre ambos os lados.

Por exemplo: o sabor adocicado de um legume ou frango assado com o toque doce de alguma cerveja que vai malte caramelo, ou ainda a refrescância de um queijo branco sem gorduras, casando com uma cerveja leve, neutra e pouco alcoólica.

Corte
No corte, é aconselhado destacar características opostas da cerveja e da comida que, ao se juntarem, se equilibram perfeitamente.

Uma cerveja do estilo IPA ou Imperial IPA que são bem amargas, por exemplo, vão cortar o sabor adocicado da torta de limão por exemplo, tornando-a menos enjoativa.

Complementação
É quando a cerveja se torna o ingrediente que faltava no prato para realçar o sabor. “Um exemplo clássico é quando tomamos cervejas mais amargas com comidas apimentadas. O amargor da cerveja realça a ardência do prato deixando-o mais saboroso”, finalizada a sommeliere.

Fonte: Huffpost Brazil