5 rótulos de cerveja para degustar neste inverno

08/08/2018
Imagem retirada de https://manualdohomemmoderno.com.br/cerveja/9-cervejas-para-o-inverno
Imagem retirada de https://manualdohomemmoderno.com.br/cerveja/9-cervejas-para-o-inverno

 Nesta época do ano, o mundo cervejeiro tem opções de bebida que harmonizam e ajudam a esquentar os dias com baixas temperaturas. A diversidade de estilos e sabores e a escolha certa de cerveja podem deixar o momento quente, especialmente se for uma bebida com maior teor lcoólico. "São ótimas para esquentar por ‘terem maior teor alcoólico’, assim conseguimos consumir menores quantidades e normalmente possuem corpo mais alto, fazendo com que a degustação dura um tempo maior", explica o sommelier de cervejas do Cão Véio Curitiba, Henrique Cruz.

Para ajudar nesse desafio, o especialista indicou diferentes rótulos e marcas curitibanas que ganham a mesa do consumidor nos dias gelados.

Way Beer - Avelã Porter – É uma cerveja cremosa com sabor e aroma de avelã. O teor alcoólico é moderado, mas o sabor é intenso. As notas de chocolate se destacam devido aos maltes especiais, uma cerveja indicada para degustar sozinha ou acompanhada da sobremesa.

Way Beer – Amburana – É uma cerveja com alto teor alcoólico – para esquentar a garganta. No sabor e aroma, destacam-se as notas carameladas do malte e amadeiradas da amburana, rica e complexa. É indicada para degustar sozinha ou acompanhada da sobremesa Dama, do Cão Véio, preparada com sorvete artesanal de baunilha francesa ou chocolate belga, cookie em pedaços, praliné de castanhas e calda de chocolate belga.

Bodebrown – Perigosa – É indicada para os amantes do lúpulo. É uma das cervejas mais premiadas do país - Upa Imperial Ipa ou Double Ipa (como preferir chamar). A bebida é extremamente aromática e lupulada. O teor alcoólico é elevado – não traz calor de forma direta. Este rótulo combina com o Da Teta, do Cão Véio, preparado com mix de queijos empanados na farinha Panko.

Paulaner – Salvator – É um rótulo exemplar para quem gosta de tradição. A Salvator é o exemplo clássico no estilo Doppelbock, uma cerveja extremamente maltada, com notas de caramelo, toffe, biscoito, pão e frutas vermelhas secas. O seu amargor é pontual para balancear a doçura. O teor alcoólico fica próximo dos 8% - suficientes para espanta o frio. Harmoniza – e muito bem – com o Mastim, sanduíche de cupim assado lentamente, finalizado na manteiga de garrafa com vinagrete de agrião, cebola roxa e tomate.

Youngs - Double Chocolate Stout – Indicada para viciados em chocolate. É uma opção para trocar o chocolate quente por uma cerveja extremamente achocolatada; tanto no aroma quanto no sabor. É possível saborear notas de cacau, chocolate ao leite. A bebida é encorpada e cremosa. O teor alcoólico é moderado, mas seus sabores são marcantes. A sugestão é harmonizar com um sobremesa a base de chocolate amargo.

Fonte: Bem Paraná